Santos Pelé 1973-74

Santos Pelé 1973-74

Cada um de nós colecionadores sempre tem em mente o foco máximo da sua coleção: aquela peça fundamental, que não poderia faltar. No caso dos amantes de futebol, muitos citariam a camisa de hoje como a sua primeira opção de escolha: uma camisa do Santos de Pelé, autografada pelo próprio Rei do futebol.

                   

Uma camisa de Pelé, feita pra uso do mesmo durante seu tempo como jogador profissional, é uma das mais difíceis buscas que se apresenta. Primeiro porque até o final da década de 1990, os clubes recebiam muito pouco material dos seus fornecedores, o que significa que quase não havia troca de camisas entre atletas. Se o jogador desse sua camisa pra alguém, a regra era pagar ao clube por ela. Em segundo lugar, a disputa com colecionadores europeus e asiáticos é tremenda, e seu poder de compra muito maior que o nosso. 

 

 

Esta peça foi fabricada pela Casa Land, possivelmente durante o biênio 1973-74. A maior parte das camisas do Santos até então era produzida pelas malharias Athleta e Hering. 

 

Esse período do Santos foi o último do Rei com sua camisa. O time ainda era fortíssimo, basta uma passada de olhos por alguns dos nomes principais da escalação: Cejas, Carlos Alberto Torres, Marinho Peres, Clodoaldo, Alcindo, Edu, Cláudio Adão e, claro, Pelé. Mas conquistou apenas um Paulistão polêmico dividido com a Portuguesa e um terceiro lugar no Brasileiro de 1974. 
 
 
 
Essa peça possui uma história curiosa: ela pertencia a ex-empregada doméstica de Vasco Faé, mandatário santista no período 1971-1975. Foi um presente de Vasco a sua fiel colaboradora, durante uma das muitas visitas de Pelé ao presidente em sua casa. Ela a guardou até o final de 2020, quando necessidades a obrigaram a vender a camisa. E agora somos os orgulhosos possuidores dessa camisa do Atleta do Século XX, de um dos maiores esquadrões do mundo do futebol.  
 
 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta